Pink lança clipe novo com Nate Ruess, da banda Fun

Na última terça-feira, a cantora norte-americana Pink lançou o vídeo “Just Give Me a Reason”, terceiro single do álbum The Truth About Love, nas lojas desde setembro do ano passado.

A música é uma parceria da cantora com o vocalista da banda Fun, Nate Ruess. O vídeo conta com a participação do marido de Pink, o o corredor de motocross Carey Hart, e relata a história de um casal que está reaprendendo a amar.

Confira abaixo a crítica do último trabalho de Pink, o cd The Truth About Love:

Pink sempre foi reconhecida pelo estilo. Foi ele chamou a atenção da mídia para essa cantora norte-americana. Primeiro, o visual fora dos ‘padrões’, depois a irreverência nas músicas e videoclipes (ela já satirizou as cantoras de sua geração no clipe “Stupid Girls” e dedicou uma composição a George W. Bush, na época, presidente dos EUA). Mas no álbum The Truth About Love, Pink mostra a verdadeira razão de estar na indústria da música por 12 anos: a voz versátil.

The Truth About Love / Imagem: Divulgação

The Truth About Love / Imagem: Divulgação

Pink possui uma voz única, que consegue viajar por todos os ritmos sempre com alma e emoção (o grande trunfo da cantora). Mas é com o pop rock que ela começa seu último álbum. “Are We All We Are” traz um som pesado para falar sobre relações amorosas, que volta em “How Come You’re Not Here?” .

“Where Did the Beat Go?” e  “Blow Me One Last Kiss” se assimilam a sucessos anteriores da cantora. Ela também traz a irreverência e o humor de volta em “Walk of Shame” e “Slut Like You” (onde a cantora consegue ir da rapidez de um rap a um ritmo lento de forma sutil).

A influência do pop romântico fica mais evidente em “True Love”, que conta com a participação especial de Lily Rose Cooper (a Lily Allen). Em um ritmo mais lento, Pink divide os vocais de “Just Give Me a Reason” com Nate Ruess (vocalista da banda Fun, do hit “We Are Young”).

Já em “Here Comes The Weekend”, o convidado é Eminem, que influencia claramente a música. A produção tem um instrumental que se assemelha a “Won’t Back Down”, a primeira parceria entre os cantores.

Outra surpresa do álbum é “The Thuth About Love”. Em uma mistura de rock, pop e hits dos anos 60, Pink nos conta qual é a verdade sobre o amor, o sentimento mais enigmático de todos.

“Beam Me Up” e “The Great Escape” transparecem a fragilidade que Pink pode alcançar. Mas a força da voz da vencedora de 3 Grammys fica mais evidente em “Try”, que valoriza a luta pelo amor.

Embora subestimada pela grande mídia, Pink representa uma alternativa para quem já está cansado da onda interminável de pop e eletrônica na música atual. Ela é uma artista que não tem medo de se arriscar nos vocais e nem nas coreografias/apresentações. “Talento define”, como diz o nosso colunista Ernesto Braga.

Anúncios

Publicado em 9 de fevereiro de 2013, em Críticas, News e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: